Pesquisar neste blogue

sexta-feira, 23 de julho de 2010

Hospital de campanha pode entrar em funcionamento na próxima semana

O chefe do comando provincial de Luanda dos Serviços dos Bombeiros e da Protecção civil, Tito Manuel, disse a passada terça-feira, dia 13, que o hospital de campanha montado defronte à administração comunal do Camama só entrará em funcionamento na próxima semana.
As tendas foram adquiridas pela Direcção Nacional dos Serviços de Protecção Civil, a pedido do Governo Provincial de Luanda, à empresa espanhola ARPA para atenuar a falta que o Hospital Geral de Luanda (HGL) está a causar aos munícipes do Kilamba Kiaxi, O novo ‘hospital’ é constituído por nove tendas repartidas em bloco operatório, banco de urgência, sala de internamento, laboratório, sala de cuidados intensivos, de espera, cozinha com refeitório e balneários. A secção de internamento tem capacidade para acolher 50 pacientes.
No local foi instalado um equipamento que permite o tratamento da água depois de ser descarregada pelos camiões-cisternas da Empresa Pública de Água de Luanda (EPAL) e das administrações municipais. O abastecimento de electricidade será feito por três geradores industriais.
Quanto aos requisitos estabelecidos pela OMS para a conservação dos medicamentos, o chefe principal ajudante, Tito Manuel, garantiu que foram acautelados todos os pressupostos e que as tendas possuem a temperatura recomendada pela organização mundial.
Presente no local, o director de saneamento da Elisal, Manuel da Costa, assegurou que a sua empresa vai destacar uma equipa permanente para cuidar da limpeza e do saneamento do hospital de campanha.
“Estão montados alguns balneários para os pacientes e os membros do corpo clínico. Faremos com que este serviço seja prestado com rigor e qualidade. E, para evitar qualquer imbróglio, será implementado um método que permitirá tratar de forma separada os lixos hospitalares dos urbanos”, explicou o responsável da ELISAL.

Sem comentários: