Pesquisar neste blogue

quarta-feira, 26 de maio de 2010

Manifestação no consulado de Angola em Lisboa

Um grupo de 50 indivíduos de nacionalidades angolanas e portuguesa juntaram-se esta terça-feira, 25, em frente ao Consulado de Angola em Lisboa, apelando à garantia do respeito pelos direitos humanos da parte do Governo deste país.
A manifestação promovida pela secção portuguesa da Amnistia Internacional que ocorreu no dia de África, durou três horas (7-20:00) e ficou marcada com a exibição de vários cartazes com apelos ao respeito pelos direitos humanos que consideram estar a ser violados com absoluta impunidade.
A actividade contou com a participação de membros de diversas ONGs internacionais que têm parceira com as organizações angolanas de defesa dos direitos humanos, com destaque para Christian Aid e Human Rigths Watch. Juntaram-se também a marcha os activistas angolanos Fernando Macedo (AJPD) e Luiz Araújo (SOS Habitat).
A activista britânica e defensora dos direitos humanos Saraah Wykes, que no passado foi detida em Cabinda, juntou-se também a esta causa.
A manifestação mereceu a cobertura jornalística pela RDP, RTP, pela Voz da Alemanha e pelo jornal o Público. A partir de uma das janelas do Consulado de Angola um operador de câmara de filmar registou o acto durante todo o tempo.
Nenhuma entidade da representação diplomática de Angola se dirigiu aos manifestantes e poderia tê-lo feito com a certeza de que seria tratado com o maior respeito.A Policia de Segurança Publica esteve presente garantindo a ordem o que aqui agradecemos e apontamos como exemplo a ser seguido pela Policia Nacional de Angola.

Sem comentários: