Pesquisar neste blogue

quarta-feira, 6 de maio de 2009

Crocodilos matam nove crianças no Kwanza-Sul


Pelo menos nove crianças morrem depois de serem atacadas por crocodilos, nas ultimas semanas, e duas senhoras travaram duras batalhas contra este repte nas margens do Rio Keve, município de Amboim, na província angolana do Kwanza Sul.

Casos como estes são muito frequente nas zonas rurais, pelo facto de a população depender estritamente da água proveniente de rios e lagos. Na comuna da Funda, segundo informações a que o Tribuna da Kianda teve acesso, apesar de o forte cordão de segurança que as donas de casas fazem para protegerem os seus filhos sempre que se dirigem ao rio Bengo ou a Lagoa da Kilunda, para acarretar o precioso líquido ou tratar da higiene pessoal são muito frequentes.
No Kuanza Sul, os ataques de crocodilos, ocorreram quando as crianças se deslocaram ao rio para transportar água para as suas casas.
Estas mortes, nove no total, ocorreram na localidade de Zâmbia, no município do Amboim, Kwanza-Sul, atingindo crianças com idades compreendidas entre os 10 e 16 anos. Segundo o responsável da cooperativa 28 de Setembro da localidade de Zâmbia, Domingos Bento, estes casos têm estado a acontecer desde que foi encerrado o canal que irrigava uma fazenda local. "A população passou a ir buscar água directamente ao rio Keve, onde os jacarés estão muito maus", disse Domingos Bento à emissora estatal angolana. Domingos Bento salientou que nesta vaga de incidentes com crocodilos seis mulheres também já foram atacadas quando tentavam recolher água para consumo, "mas saíram ilesas" ou com ferimentos ligeiros. "Mais algumas mulheres, em diferentes momentos, lutaram com os jacarés e perderam os seus haveres", disse Domingos Bento, sublinhando que até sexta-feira passada nove crianças tinham morrido.

Sem comentários: