Pesquisar neste blogue

sexta-feira, 11 de dezembro de 2009

Rei Hélder sem majestade

O músico angolano Rei Hélder mostrou esta quinta-feira, 10, em entrevista ao programa Hora Quente, da Televisão Pública de Angola (TPA), conduzido pelo humorista Pedro N´zagi que não mede esforços para conseguir arrancar alguns “trocados” de empresário como Bento Kangamba (BK).
O “Rei Sem Majestade” revelou que mencionou o nome do empresário BK e do seu club Kabuscorp do Palanca numa das canções, à semelhança do que acontece com o seu padrinho de casamento Higino Carneiro, com o objectivo de “amigalhar” alguns valores. Esquecendo-se que o seu discurso acabaria por influenciar de forma negativa os admiradores e apreciadores da sua música.
Por outro lado, o artista voltou a gabar-se da audiência que lhe foi concedida pelo Presidente Eduardo dos Santos, e anunciou que será brevemente recebido pelo primeiro-ministro de Portugal, José Sócrates. A agenda do encontro e os benefícios que poderá trazer a Angola escapou tanto ao entrevistador como ao entrevistado.
No decorrer do diálogo que tinha como pano de fundo o lançamento do seu mais recente trabalho discográfico, intitulado “Ai Calulu”, o autor esforçou-se bastante para mostrar ao humorista a fotografia que tem no CD com a camisola do MPLA que contem a imagem do PR. É caso para se perguntar: Este Rei é mais um cidadão que está a tentar safar-se da pobreza ou carrega mesmo o partido no coração?

1 comentário:

Anónimo disse...

OLHA EU RESIDI MUITO TENMPO EM PORTUGAL E NUNCA VI O HELDER EM ACTIVIDADES PARTIDARIAS, POR ISSO A CONCLUSÃO QUE SE PODE TIRAR É QUE É MAIS UM QUE ESTÁ A TENTAR SAFAR SE, E NAO TEM O PARTIDO NO CORAÇÃO....

ABRAÇOS HELDER, O REI DO CUDURO